terça-feira, 5 de outubro de 2010

voo livre

A primeira vez que olhei essas fotos senti um frio muito parecido com o da hora do voo, uma sensação difícil de descrever, olhava toda semana, pra não perder a sensação, acho engraçado como se perde, esquece, sei lá, o fato é que foi tão bom que eu queria manter viva
Mas chegou um momento, que eu olhava e não mais lembrava e não sentia mais frio na barriga, pensei "vou voar de novo", será que eu tenho coragem? tenho.
Hoje, sem querer eu abri a última foto e senti igual, IGUAL, I G U A L, lembrei até do barulho do vento, do gelo nas mãos embaixo das luvas, do aperto no coração, da alegria da superação, do azul do mar, do verde do outro lado, do renatinho falando que eu podia virar o pescoço.. heheh
lembrei e vi que eu posso voar sem ter que correr de novo na rampa





2 comentários:

Coração da Nena disse...

Presta atenção: já voou, já tirou a foto, por sinal maravilhosa, agora chega, né?
Já fez o exercício de superação e viu que é capaz de voar sim, mas tá bom, a tia quer vc com os pézinhos bem no chão,hehehe...

ByTatos disse...

A sensação passa, mas o sonho fica.